DESTAQUE

- - - Reunião de partilha de Pais no dia 6/9 - - - Formação "Qualificar para Intervir" com Curso de "Direito à Igualdade e Não Discriminação" 2/9

domingo, 15 de agosto de 2010

O Robot "Popchilla"


A Interbots, Inc., uma empresa de tecnologia de ponta, associada com a “Carnegie Mellon University Entertainment Technology Center” assinou uma parceria com o "Autism Center of Pittsburgh", para fabricar um robot inovador de fins terapêuticos dirigido a crianças com autismo.
O programa denominado "Terapia do Carácter" será realizado através da utilização do robot Interbot denominado "Popchilla", que irá testar a capacidade da criança com autismo, com pouca ou nenhuma oralidade.

Segundo Seema Patel, CEO e co-fundador da Interbots "Nós tivemos várias pessoas a dizer-nos que os nossos robots poderiam ser ferramentas poderosas para a terapia do autismo. Estamos animados para trabalhar com o Centro de Autismo de Pittsburgh e a Fundação Sprout nesta primeira etapa. Vamos aprender muito com os próximos meses ".

"O pressuposto por detrás do programa é que as crianças com autismo são, por vezes, mais propensas a comunicar com uma entidade não humana", disse Cindy Waeltermann, Fundador e Director do Centro de Autismo de Pittsburgh. "Quando você tem um filho com o autismo, você usa o que lhes interessa para o acesso ao seu mundo. A ideia é preencher com uma ponte a lacuna entre o seu mundo e nosso."

Popchilla será utilizado na primeira fase do programa, com uma terapeuta especializada. Programadores e desenvolvedores da Interbots criaram um aplicativo IPad que permitirão ao terapeuta sessões directas, o que acabará por ser transferida de forma a permitir que a criança controle o robot através de uma aplicação IPad de forma a identificar emoções.

De acordo com Waeltermann "Usando Popchilla como um intermediário, nós esperamos aumentar o entendimento dos sentimentos internos da criança, reduzindo frustrações comportamentais. Se eles forem capazes de identificar que estão “zangados "e o que" zangado "quer dizer, tal pode ajudá-losde forma significativa a entender o que estão sentindo, reduzindo ramificações comportamentais".

Fonte aqui

2 comentários:

Berenice disse...

Espero que realmente isso possa ajudar nossos autistas. Espéro também que não seja a longo prazo pois muitos não podem esperar, não podem e não tem esse tempo!
Parabéns ao Robot Popchilla e aos inventores!
Entrem em contato comigo por favor!
Berenice Piana de Piana
ADEFA

AIA disse...

Berenice,
Envie o seu email para aia-braga@sapo.pt porque de outra forma não a podemos contactar

Eduardo